A parte que nos cabe neste latifúndio

Por: Andreia Fanzeres para Formad
De Cuiabá
Formad é homenageado na Assembleia Legislativa de Mato Grosso por suas contribuições ao desenvolvimento sustentável e defesa de direitos humanos.

Mocao_aplauso.jpg

Cuiabá, MT - No ano em que o Fórum Mato-Grossense de Meio Ambiente e Desenvolvimento (Formad) completa 25 anos, a Assembleia Legislativa de Mato Grosso reconheceu a relevância e o comprometimento das 32 organizações que compõem a rede através de uma Moção de Aplauso. Requerida pelo deputado estadual Valdir Barranco, do PT, a honraria foi concedida ao Formad no contexto de suas contribuições ao fortalecimento da agricultura familiar no estado. “Esta foi uma maneira de marcar posição de todo segmento em um lugar que deveria ser do povo, mas que hegemonicamente defende o interesse dos grandes”, diz Herman Oliveira, secretário-executivo do Formad.

A sessão solene foi motivada pela homenagem à luta de Terezinha Rios e seu marido, lideranças rurais brutalmente assassinadas no Quilombo Mata Cavalo, no município de Nossa Senhora do Livramento em setembro de 2017. “Este é o reconhecimento de que a luta pela agricultura familiar é por espaço dentro de um modelo econômico dominante que não gera só degradação ambiental, mas violência e conflitos no campo num estado que importa 90% do que come”, lembra Oliveira, do Formad.

Esta é a segunda vez que o Formad recebe uma honraria. A primeira foi em 1998 com o “8º Prêmio de Direitos Humanos: Luta pela Vida contra a Violência e a Impunidade”, entregue pelo Fórum Estadual de Direitos Humanos. Na seção desta semana, também foram homenageadas lideranças do campo, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra e o Fórum de Direitos Humanos e da Terra. “O momento agora é de trazer o Formad para a posição de destaque que ele sempre ocupou no monitoramento das políticas públicas socioambientais em Mato Grosso e que passe a ser mais ouvido pelo poder público”, considera o secretário-executivo do fórum.