Organizações lançam propostas socioambientais para a agenda política de Mato Grosso

Entidades querem discutir propostas voltadas para o meio ambiente e sustentabilidade com os candidatos à Governo.

Mel Mendes/Formad

Organizações da sociedade civil ligadas ao Fórum Mato-Grossense de Meio Ambiente e Desenvolvimento (Formad) e ao Fórum de Direitos Humanos e da Terra (FDHT-MT) lançaram, nesta quarta-feira (06) um documento com propostas socioambientais para a agenda política dos candidatos ao governo do estado de Mato Grosso.

O documento “Agenda Mato Grosso Sustentável e Democrático: Eleições 2014” é assinado por trinta e seis entidades que atuam em diversos setores da sociedade e apresenta setenta e duas propostas para o avanço da política ambiental e de direitos humanos em Mato Grosso. As propostas são divididas em dois grandes eixos: Terra e Justiça Ambiental e Vida, Povos e Direitos que, de acordo com as organizações, representam a complexidade socioambiental do estado.

As organizações propõem aos candidatos “que o diálogo se estabeleça não somente durante a campanha eleitoral, mas que a concreção e a sustentabilidade desta proposta se efetive entre governo e sociedade civil na superação das desigualdades, na inclusão dos diferentes, no combate à corrupção, na proteção ecológica e outros processos que fazem parte da democrática reforma política que poderá inaugurar novos cenários da qualidade de vida”, aponta o documento.

A partir da próxima semana, uma comissão formada por representantes do Formad e do Fórum de Direitos Humanos e da Terra realizarão uma rodada de reuniões com os candidatos ao governo do estado e seus comitês. O objetivo é apresentar  e discutir  com os candidatos as propostas para que as mesmas sejam  incorporadas aos respectivos planos de governo. Além disso, será lançada uma plataforma digital para que toda sociedade tenha acesso às propostas e contribua com as discussões levantadas pelas organizações.

O documento na íntegra pode ser visto aqui

Contatos com a Imprensa

Mel Mendes – (65) 3359-7640 / 9984-8334

secretaria.formad@gmail.com

Conteúdo relacionado

Ações do estado de MT contra territórios tradicionais são derrubadas no STF. Quilombolas e indígenas manifestam-se em Brasília e em Cuiabá.
As diferentes facetas do retrato da violência no campo em Mato Grosso
Modelo de regularização fundiária não inclui pequeno produtor, diz fórum
V Mostra socioambiental do Araguaia "Nós somos terra"
Indígenas da Bacia do Teles Pires se mobilizam, em Brasília, por seus direitos frente a empreendimentos hidrelétricos
Formad recomenda modelos de regularização ambiental adaptados à realidade da agricultura familiar e de povos e comunidades tradicionais.
Dois casos sérios de agrocombustiveis
MULHER: SEMENTE DE VIDA E RESISTÊNCIA
Organizações lançam estudos sobre as atuais ameaças ao bioma Pantanal
Dia 3 de dezembro: Mato Grosso vai às ruas exigir o fim do uso de agrotóxicos!
Usina Teles Pires: Justiça ordena parar e governo federal libera operação, com base em suspensão de segurança
Organizações lançam nota em apoio à operação "Terra Prometida" em Mato Grosso
03 de dezembro: Ato contra o uso de agrotóxicos em Cuiabá
Dossiê Abrasco: o grito contra o silêncio opressivo do agronegócio.
Encíclica papal aborda desigualdades na agricultura
Dossiê sobre agrotóxicos será lançado em Cuiabá e Rondonópolis
Pantanal por inteiro, não pela metade
ICMS Ecológico: O potencial de um imposto
Em Defesa da Vocação do Rio Paraguai / Pantanal
Batalha contra os Agrotóxicos