Lideranças dos povos da floresta constroem propostas de princípios e critérios de REDD+

GTA – Começou ontem em Manaus-AM, no Centro de Treinamento Maromba, a  Oficina de Consulta sobre Princípios e Critérios Socioambientais de REDD+ com a participação de representantes da Confederação dos Trabalhadores na Agricultura – CONTAG, Conselho Nacional de Populações Extrativistas – CNS, Coordenação da Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira – COIAB e o Grupo de Trabalho Amazônico – GTA. Participam ainda técnicos de vários órgãos federais, estaduais e universidades. As atividades estão sendo conduzidas pelo consultor Luis Meneses, do GTA, e técnicos do IMAFLORA e IPAM.

Como as discussões sobre REDD+ (Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação) ainda são iniciais em todo o mundo. O objetivo da oficina é subsidiar as lideranças das populações da floresta e povos tradicionais da Amazônia para a elaboração de projetos de REDD+. O REDD+ tem por finalidade a redução das emissões derivadas de desmatamento e degradação de floresta, a gestão sustentável das florestas, o aumento das reservas florestais de carbono e a conservação das florestas.

Governos de todo o planeta estão discutindo as questões relacionadas à REDD e as populações das florestas não estão participando como necessário. São essas populações que asseguram a preservação e a sustentabilidade econômica os principais interessados na definição de garantias de desenvolvimento econômico sustentável, a consolidação e ampliação de direitos às comunidades que vivem nas florestas. É preciso assegurar que os projetos de REDD assegurem a participação dessas populações, principais interessados no combate ao desmatamento e a degradação, pois a garantia de sua sobrevivência vem das florestas.

A oficina em Manaus é a primeira de uma série de três que acontecerão. A próxima será realizada em Porto Velho – RO e a última em Belém – PA. As discussões em Manaus irão até sexta-feira, quando serão definidas as propostas dos movimentos sociais da Amazônia sobre critérios e princípios de REDD+.

Compartilhar Notícia

Últimas Notícias