Carta Aberta ao Governador

Carta em PDF, clique aqui

Sr. Governador, nós agricultores e agricultoras familiares, técnicos e técnicas, assessores e assessoras e demais trabalhadores e trabalhadoras que atuam com a agricultura familiar em Mato Grosso reafirmamos nossa esperança da criação da Secretaria Estadual da Agricultura Familiar e Extrativistas pois acreditamos que isto nos levaria ao patamar de respeito que merecemos enquanto um setor produtivo importante da economia mato-grossense.

Hoje o estado importa mais de 75% do alimento consumido em nossas mesas e tínhamos no estado, segundo o censo agrário de 2006, 360 mil pessoas trabalhando no campo e mais de 220 mil na agricultura familiar, ou seja, geramos quase 2 vezes mais postos de trabalho que a agricultura não familiar ocupando menos de 10% das terras.

Ai vem uma pergunta: por que não produzimos mais? A resposta Sr. Governador passa pela falta de políticas públicas adequadas para nossa realidade e as em desenvolvimento pelo Governo Federal com o PAA da CONAB ainda esbarra na falta de estradas e na impossibilidade de muitos de nós vendermos nossa produção por não termos selos de inspeção sanitária em nossas unidades, problema este que é consequencia do não licenciamento ambiental dos assentamentos e mesmo de nossas chácaras e sítios.

Quantos são os técnicos e as técnicas que existem para nos atender? Qual a política Estadual de assistência técnica?

Temos debatido a educação do campo, mas falta colocar a mesma em sintonia com nosso projeto de produção e de vida porque nos falta apoio até para permanecer no campo. Somos quase 90 mil propriedades que carecem de políticas de financiamento adequado para unidades agroindustriais familiares e um programa de formação que nos permita retomarmos nossa capacidade de gerir tais empreendimentos através de associações e cooperativas.

Estamos prontos para mudar a situação de dependência alimentar do estado, para tanto só pedimos que o Governador cumpra sua promessa explícita de criar a Secretaria Estadual de Agricultura Familiar que será capaz de articular as políticas necessárias para que na Copa de 2014 o turista conheça o estado que além de ser o celeiro do mundo também produz seu próprio alimento.

Por fim queremos lembrar que com certeza foi o apoio conquistado com a promessa de V.Sa. de criar tal secretaria que permitiu sua eleição.

Cuiabá, 09 de dezembro de 2010.

Assinam:
AAFVARIME- ASSOCIÇÃO DOS AGRICULTORES FAMILIARES DO VALE DO RIO DO MEIO – Colíder

ARPA – ASSOCIAÇÃO RONDONOPOLITANA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL

AJOPAM – ASSOCIAÇÃO RURAL JUINENSE ORGANIZADA PRA AJUDA MÚTUA

APPFHCOL – ASSOCIAÇÃO DOS PEQUENOS PRODUTORES HORTIFRUTIGRANJEIROS DE COLIDER

ASSOCIAÇÃO TRINTA DE NOVEMBRO – Lucas do Rio Verde

CÁRITAS DIOCESANA – Juína

CBFJ – CENTRO BURNIER DE FÉ E JUSTIÇA

CIEA/MT – COMISSÃO INTERINSTITUCIONAL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL – COMISSÃO PERMANENTE DE MULHERES – Cáceres

COOPERJUAFA – COOPERATIVA JUINENSE DA AGRICULTURA FAMILIAR AGROECOLÓGICA LTDA

COOPERVIVER – COOPERATIVA DE PRODUÇÃO, COMERCIALIZAÇÃO E AGROINDUSTRIALIZAÇÃO TERRA DE VIVER – Cláudia

COOPERATIVA REGIONAL DE PEQUENOS PRODUTORES RURAIS DO NORTE DE MATO GROSSO

FLEC – FÓRUM DE LUTAS DAS ENTIDADES DE CÁCERES

FOCAES – FÓRUM CACERENSE DE ECONOMIA SOLIDÁRIA

FORMAD – FÓRUM MATOGROSSENSE DE MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO

GAFA – GRUPO DE PESQUISA: GESTÃO DA AGRICULTURA FAMILIAR E AGROECOLOGIA – UNEMAT – Tangará da Serra

GRUPO CULTURAL E AMBIENTAL RAÍZES – Cáceres

GRUPO PESQUISADOR EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL, COMUNICAÇÃO E ARTE DA UFMT

GTA – GRUPO DE TRABALHO AMAZÔNICO – MT

INCUBEESS – INCUBADORA DE EMPREENDIMENTOS ECONÔMICOS SOLIDÁRIOS E SUSTENTÁVEIS DA UNEMAT – Cáceres

INSTITUTO CARACOL

INSTITUTO TERIBRE

MAB – MOVIMENTO DOS ATINGIDOS OR BARRAGENS

MMC – MOVIMENTO DE MULHERES CAMPONESAS

MPA – MOVIMENTO DOS PEQUENOS AGRICULTORES

MST – MOVIMENTO DOS TRABALHADORES RURAIS SEM TERRA

NECOMT – NÚCLEO DE ESTUDOS DA COMPLEXIDADE DO MUNDO DO TRABALHO – UNEMAT – Tangará da Serra

REMSOL – REDE MATOGROSSENSE DE EDUCAÇÃO E SOCIOECONOMIA SOLIDÁRIA

REMTEA – REDE MATO-GROSSENSE DE EDUCAÇÃO AMBIELTAL

SINTEP/MT – SINDICATO DOS TRABALHADORES DO ENSINO PÚBLICO DE MATO GROSSO

SOCIEDADE FÉ E VIDA – Cáceres

STTR – SINDICATO DO TRABALHADORES E DAS TRABALHADORAS RURAIS DE LUCAS DO RIO VERDE

REDE DE COMERCIALIZAÇAO DA PRODUÇAO FAMILIAR E AGROECOLOGICA de MT

REDE UNITRABALHO – Mato Grosso

UNISOL – BRASIL MT – UNIÃO DOS EMPREENDIMENTOS DE ECONOMIA SOLIDÁRIA DO BRASIL.

Profissionais e parlamentares:

LÚCIA HELENA DA ROSA – NÚCLEO DE ECONOMIA SOLIDÁRIA – SRTE – Superintendência Regional do Trabalho e Emprego

PROFESSORA ANA MARIA LIMA – UNEMAT – Tangará da Serra

PROFESSOR ANDERSO GHELLER FROEHLICH– UNEMAT – Tangará da Serra

PROFESSORA ANGELINA OLIVEIRA COSTA – MEMBRO DO CONSELHO MUNICPAL DOS DIREITOS DA MULHER Cáceres

PROFESSORA APARECIDA DE FÁTIMA ALVES DE LIMA – UNEMAT – Tangará da Serra

PROFESSOR ASTOR HENRIQUE NIED – UNEMAT – Tangará da Serra

PROFESSORA BELENI GRANDO – UNEMAT – Cáceres

PROFESSORA FÁTIMA IOCCA – UNEMAT Sinop

PROFESSOR GILMAR LAFORGA – UNEMAT – Nova Xavantina

PROFESSORA HELOISA SALLES GENTIL – UNEMAT – Cáceres

PROFESSORA ILMA FERREIRA MACHADO – UNEMAT – Cáceres

PROFESSOR JOÃO IVO – UNEMAT – Cáceres

PROFESSOR JOSÉ ROBERTO RAMBO – UNEMAT – Tangará da Serra

PROFESSOR JULIANO LUIZ BORGES – PREFEITURA MUNICIPAL – Tangará da Serra

PROFESSORA ANA MARIA LIMA – UNEMAT – Tangará da Serra

PROFESSOR LAUDEMIR LUIZ ZART – UNEMAT – Cáceres

PROFESSORA MARIA CRISTINE VENDRUSCOLO – UNEMAT – Tangará da Serra

PROFESSORA MARIA IVONETE DE SOUSA – UNEMAT – Sinop

PROFESSOR SANDRO BENEDITO SGUAREZI– UNEMAT – Tangará da Serra

PROFESSORA SOLANGE IKEDA – UNEMAT – Cáceres

PROFESSORA VANESSA CRISTINA DE ALMEIDA THEODORO – UNEMAT – Tangará da Serra

VEREADOR ALONSO – PT – Cáceres

VEREADOR JOSÉ PEREIRA FILHO( ZÉ PEQUENO) PT – Tangará da Serra

VEREADORA PROFA. LÚCIA – PT – Cáceres

VEREADOR ROQUE FRITZEN – Vereador de Tangará da Serra-MT

VICE PREFEITO JOSÉ JACONIAS DA SILVA – Tangará da Serra

Compartilhar Notícia

Últimas Notícias