Oficina no STR de Lucas grava os Sons do Brasil Central

STRLRV – Sons do Brasil Central é o nome do disco gravado na Oficina de Aúdio do PC Nortão (Ponto de Cultura Norte de Mato Grosso) em parceria com o ICV (Instituto Centro de Vida). As doze faixas são resultado da criatividade e talento de artistas da região norte de Mato Grosso, que compareceram ao Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Lucas do Rio Verde, proponente do Ponto de Cultura, e participaram da atividade. Agricultoras e agricultores assentados, estudantes, representantes do ICV e moradores de Lucas do Rio Verde aprenderam sobre elementos da linguagem musical, aspectos físicos do som e técnicas de gravação em estúdio. Durante quatro dias a sala do presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais foi transformada em estúdio de gravação. Sob a orientação de Renato Cortez, músico e produtor musical que veio de São Paulo para dar a oficina, os artistas se revezaram à frente do equipamento. Dez faixas foram gravadas num tempo muito curto, mais duas já produzidas no PC Nortão foram adicionadas às novas. Na metade das faixas Renato Cortez tocou um ou mais instrumentos. Todos os artistas cederam suas músicas para divulgação pelo PC Nortão.

O disco faixa a faixa

Caipira na cidade
Composição e interpretação – Pedro Júnior.

Pedro Júnior é violeiro dos que dizem que só tocam sertanejo se for moda de viola e que sem uma viola de dez cordas não serve. Na ausência de seu parceiro escolheu uma música sua que foge do seu estilo. O rock de Pedro Júnior, artista de Lucas, recebeu admiração da Lânivus, banda presente no estúdio.

Currais alternativos
Composição e interpretação – Carlinhos Mato Grosso

O artista de Sinop é possivelmente o mais técnico dos presentes à Oficina de áudio. Intérprete de outros grandes nomes da música brasileira Carlinhos se mostra um hábil violonista e um compositor de grande sensibilidade. Currais alternativos fala da sociedade comparando-a com uma boiada.

Apelo ao Mundo
Composição e interpretação – Maria Maia

Se Carlinhos Mato Grosso é o maior conhecedor de teoria musical entre os artistas do disco Maria Maia é a mais intuitiva. A agricultora, assentada em Peixoto de Azevedo, nunca estudou, veio do Maranhão para Mato Grosso, se tornou liderança e mobilizadora da comunidade. Suas composições têm o gosto da simplicidade e as suas letras mostram sua preocupação com o mundo e com as pessoas. Apelo ao Mundo não é só mais um protesto contra a violência, é uma música que emociona.

Dona do meu coração
Composição e interpretação – Júnior e Gustavo

Dois garotos faltaram aula para dar uma aula de concentração e afinação. Júnior e Gustavo moram em Lucas do Rio Verde e foram com a roupa da escola ao estúdio no STR gravar esse sertanejo romântico. Muitos na cidade já o conhecem pela participação em programas de TV e pelo show na Expolucas em 2007.

Mãe natureza
Composição e interpretação – Reinaldo Castro

Reinaldo e seu teclado já fizeram shows em lugares difíceis de imaginar. Sua especialidade é o bailão gauchesco, mas todos os ritmos brasileiros de salão podem sair dos seus dedos e da sua voz. Nascido no Sul, vivido no Norte e radicado em Peixoto de Azevedo, MT, Reinaldo acumulou influências de várias regiões e é isso que ele mostra em sua faixa Mãe Natureza.

Nosso lugar
Composição – Luir Garbin
Interpretação – Rafael Garbin

Luir é agricultor assentado no assentamento Entre Rios, Nova Ubiratã. Mobilizador da comunidade para prevenção de incêndios florestais, Luir é conhecido pela mansidão no trato com as pessoas e pelo gosto pela música. No mesmo caminho seguem seus filhos Felipe e Rafael, músicos por que gostam e treinados pelo pai.

Minhas travessuras
Composição e interpretação – Tim Benetti

Tim Benetti, como Carlinhos Mato Grosso, foi generoso em partilhar a experiência de compositor e músico com o restante do grupo. A música Minhas travessuras já havia sido gravada num estúdio em São Paulo, faltava somente a voz de Tim, artista de Alta Floresta. A saudade da infância, descrita em detalhes, é o tema dessa faixa.

Te encontrar
Composição e interpretação – Lânivus

A banda de Lucas do Rio Verde, formada por amigos, chegou ao Sindicato dos Trabalhadores Rurais perguntando se também poderia gravar. Não acharam estranho gravar um disco com músicos agricultores, montaram bateria, plugaram guitarra e gravaram a faixa mais diferente do disco.

Comida de porco
Composição e interpretação – Guto Pêra

A idéia de plantar soja e exportar para ração animal soa engraçada nessa faixa que é mais uma brincadeira que uma música. O funk batidão circulou pela internet antes mesmo de ser gravado no disco.

Tudo Marrom
Composição e interpretação – Maria Maia

Preocupada com a devastação dos incêndios de 2007 a compositora de Peixoto de Azevedo fez uma denúncia musicada. O xote de Maria Maia foi cantado em Brasília dirante o Encontro dos Povos da Floresta.

Acorda Amazônia
Composição e interpretação – Adilson Luiz

Adilson é um jovem mobilizador social que viu na articulação e fortalecimento das pessoas o caminho para o desenvolvimento da sua comunidade. Para colaborar com isso compos a faixa que conclama as pessoas do Território Portal da Amazônia (extremo norte de Mato Grosso).

Caminho da água doce
Composição – Tim Benetti
Interpretação – Carlinhos Mato Grosso

Além do conhecimento sobre gravação de áudio a Oficina proporcionou o encontro desses dois artistas. Tim Benetti ouvindo a voz de Carlinhos Mato Grosso achou que Carlinhos seria um bom intérprete para sua composição. Ficou tão bonita que a escolhemos para fechar o disco.

ouvir ou baixar…
Sons do
Br@sil Centr@L

ou aqui http://estudiolivre.org/tiki-index.php?page=Sons+do+Brasil+Central

Compartilhar Notícia

Últimas Notícias