ONG lança relatório sobre impactos da produção agrícola voltada aos biocombustíveis

Amazonia.org.br com redação – O Centro de Monitoramento de Agrocombustíveis da ONG Repórter Brasil acaba de lançar o estudo O Brasil dos agrocombustíveis – Os Impactos da lavoura sobre a terra, o meio e a sociedade.  Trata-se de um relatório divido em três volumes anuais que pretendem traçar um panorama – por meio de um acompanhamento sistemático – do real impacto que culturas voltadas exclusivamente para a produção de energia causam no meio ambiente.  O trabalho estará avaliando os efeitos – socioeconômicos, ambientais, fundiários, trabalhistas e sobre comunidades indígenas e tradicionais – das culturas da soja e da mamona (volume 1), do milho, algodão, dendê e babaçu (volume 2), e da cana e do pinhão manso (volume 3).

Entre os parceiros dessa iniciativa estão Amigos da Terra – Amazônia Brasileira, diversas setorias da Comissão Pastoral da Terá (CPT), do Conselho Indigenista Missionário (CIMI), o Instituto Socioambiental (ISA), a Fundação Águas do Piauí (Funaguas), Instituto Centro de Vida – ICV,  Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) e diversas federações e sindicatos de trabalhadores rurais, como o Sindicato dos Trabalhadores Rurais do Rio Verde.

O documento apresenta o estudo de alguns casos específicos que exemplificam bem os conflitos que ocorrem atualmente nesse cenário de disputa de terras entre as produções de alimento e de matéria prima para biocombustíveis.  O relatório traz ainda exemplos de casos, mapas, dados e estatísticas de todos os problemas retratados.

Leia o relatório na íntegra

Compartilhar Notícia

Últimas Notícias